text.skipToContent text.skipToNavigation
background-image

Heliosfera 2265 - Volume 1: O Fragmento Negro (Science Fiction) von Suchanek, Andreas (eBook)

  • Erscheinungsdatum: 30.10.2015
  • Verlag: Greenlight Press
eBook (ePUB)
0,99 €
inkl. gesetzl. MwSt.
Sofort per Download lieferbar

Online verfügbar

Heliosfera 2265 - Volume 1: O Fragmento Negro (Science Fiction)

Em 1° de Novembro de 2265 o capitão Jayden Cross assumiu o comando do cruzador Interlink Hyperion. Equipado com um modelo de propulsão inovador e o que há de melhor em técnicas ofensivas e defensivas, o Hyperion ruma ao ponto central da União Solar. Já sua primeira tarefa leva a tripulação a uma aventura perigosa. Uma missão de resgate acabou virando uma catástrofe. Cercado por inimigos o capitão Cross deve fazer uma difícil escolha que pode decidir entre vida ou morte, guerra ou paz na União Solar. Este é o primeiro volume da série 'Heliosfera 2265' Indicado para o prêmio Alemão de literatura em fantasia (Deutscher Phantastik Preis) na categoria 'Melhor série' em 2013, 2014 e 2015. Heliosfera 2265 é publicado na Alemanha desde Novembro de 2012 mensalmente como livro digital e a cada dois meses como livro de bolso. Por trás da série estão os autores Andreas Suchanek (Sternenfaust, Maddrax, Professor Zamorra), Arndt Drechsler (capa), e Anja Dreher (ilustrações internas).

Andreas Suchanek was born in March 1982 in Germany. He was Co-Author of 'Sternenfaust', a german sci-fi series. In 2012 he became Co-Author of the dystopical sci-fi-series 'Maddrax - Die Dunkle Zukunft der Erde' and the mystery series 'Professor Zamorra - Meister des Übersinnlichen'. In November 2012 he started his own sci-fi series 'Heliosphere 2265'. The serie has been nominated for the German Phantastic Award in 2013, 2014 and 2015 in the category 'Best Series'.

Produktinformationen

    Format: ePUB
    Kopierschutz: watermark
    Seitenzahl: 109
    Erscheinungsdatum: 30.10.2015
    Sprache: Portugiesisch (Brasilien)
    ISBN: 9783958341449
    Verlag: Greenlight Press
    Größe: 2095 kBytes
Weiterlesen weniger lesen

Heliosfera 2265 - Volume 1: O Fragmento Negro (Science Fiction)

Cruzador Interlink HYPERION, sala de operações do Capitão, 10 de novembro de 2265

"O que você pretende fazer, Senhor?"

A Comandante Ishida estava sentada com as pernas cruzadas na poltrona de visitas e lhe olhava, curiosa. "A cada dia o perigo fica maior, de que uma nave Parliden nos perceba. Em algum lugar o Parliden na enfermaria do PROTECTOR tem que ter vindo a bordo. Quando um time de busca seguir este rastro, eles vão nos encontrar, cedo ou tarde."

Jayden olhou o seu console de mesa. Ishida havia copiado todos os atuais dados e informações em sua memória, a qual ele agora acessava.

Os sensores de área profunda haviam descoberto as primeiras assinaturas Parliden, que, pouco depois, haviam sumido. Provavelmente por meio de uma brecha no espaço fásico. Com um vetor desconhecido.

"Nossas opções são limitadas", disse Jayden. "Estamos longe da periferia de transmissão fásica de corrente relé, o que impossibilita a comunicação com o quartel-general."

"Poderíamos enviar o bote mensageiro."

A ideia tinha mérito. O pequeno bote mensageiro teria condições de subir no espaço fásico até a terceira faixa, aonde a nave poderia alcançar 3300 vezes a velocidade supraluz. Cientistas conseguiram medir a quarta faixa há alguns anos, mas até agora nenhuma nave conseguiu subir até lá. Apesar de que um bote mensageiro fosse claramente mais rápido do que as 1600 vezes a velocidade supraluz da primeira faixa, ou as 2500 vezes da segunda, muitos dias passariam até que o bote retornasse com alguma resposta. "Não acredito que o tempo seja suficiente."

"Não podemos esperar nenhuma resposta", disse Ishida, "mas ao menos devemos enviar o status atual. Quando os Parlidens nos rastrearem e descobrirem a assinatura de um deles a bordo, com certeza irão iniciar um ataque."

"O universo é grande. Mas você está certa. Provavelmente eles já procuram há muito o membro sumido de sua tripulação e ainda não sabemos por onde ou como ele veio ao PROTECTOR."

"Então enviamos um bote mensageiro?"

"Assim que descodificarmos o banco de dados, vai partir. Então vou decidir como vamos proceder em relação ao PROTECTOR. Eu não quero destruí-lo, mas também não podemos deixá-lo aqui para trás. Quando os Parlidens o encontrarem, poderão saber muito sobre nosso desenvolvimento técnico. Deslocá-lo daqui com o feixe de atração gravitacional demoraria muito tempo e não adiantaria de nada. Provavelmente os Parlidens podem nos localizar a qualquer distância que consigamos percorrer com propulsor Pike. Mas vamos combinar com a Comandante Lorência quando chegar o tempo. Ela vai ter alguma sugestão."

Ishida fazia registos com seu Memopad. "Eu preparo tudo o que seja preciso. Pra você está claro que, não tirando o Parliden da incubação, estamos cometendo um ato de guerra."

Jayden confirmou ponderadamente. "Pode ser, mas a segurança da minha nave vem em primeiro lugar. Não sabemos como ele vai reagir, quando nós o acordarmos. A última coisa que quero é um Parlide descontrolado em minha nave, que no final ainda pense que nós o mantínhamos prisioneiro."

"Os regulamentos para esse tipo de coisa são claros. Parliden mortos não podem ser mantidos ou examinados. Parliden vivos devem ser tratados como hóspedes e entregues a um representante de seu povo."

"Você já deu a sua opinião clara sobre esse assunto, O.I." Jayden parou a fala. "Minha escolha está mantida. Nosso 'hóspede' permanecerá, por enquanto, incubado. Quando estivermos de volta vou justificar isto perante o almirantado. E seu protesto será naturalmente anotado no livro log."

Nos últimos dias tinha ficado claro a Jayden que ele gostaria d

Weiterlesen weniger lesen

Kundenbewertungen